Collor defende agenda especial para o bicentenário de Alagoas em 2017

Oficialmente, para o MTE, SINDCONAM-AL é o representante da categoria
fevereiro 20, 2017
Sururu é registrado como Patrimônio Imaterial de Alagoas no dia em que é lançado o livro “Manifesto Sururu”
fevereiro 20, 2017

Em setembro de 2017, a terra de? 3.120.494 alagoanos e tantos outros que construiram seu passado, completará 200 anos de história de sofrimentos e conquistas.

Para celebrar ? áltura, o senador Fernando Collor propôs a criação de um grupo gestor multissetorial de trabalho para elaborar uma agenda de ações e eventos alusivos ? festividade. Para isso, sugere a interação e participação direta das áreas de Cultura,Educação, Esporte, Comunicação e Turismo, além do engajamento das Universidades, do Instituto Histórico e Geográfico de alagoas e da Academia Alagoana de Letras cujo dentre seus membros mais famosos tem-se o Imortal e ex-presidente da Academia Brasileira,? Lêdo Ivo e? o lexicógrafo? Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira. “Penso no governo como indutor de uma grande mobilização social”, disse o senador, que também é mebro da AAL.

O Prefeito de Maceió, Ruy Palmeira também acredita na ideia e diz que “a criação desse grupo consolidaria um fórum extremamente porfícuo para esta tarefa que, além de executiva é, sobretudo, uma missão em prol de nossa cidadania”.

Pra o escritor e historiador Douglas Apratto, “o bicentenário acontece justamente em um momento em que alagoas precisa vencer os problemas sociais” e por isso apóia? a proposta externada pelo senador.

O Governador Renan Filho, que recebeu a proposta, diz que o governo deve apostar nessa agenda e prometeu construir uma agenda “dignamente especial”.

 

Por Mariana Moura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *