UJS – Nota de repúdio: Abaixo a Lei da Mordaça

Deputados de Alagoas aprovam lei que proíbe professor de opinar em sala de aula
fevereiro 20, 2017
PCdoB repudia a Lei da Mordaça
fevereiro 20, 2017

Vivemos um periodo de grandes embates entre as classes sociais no país. Um periodo onde a direita tenta a todo custo deslegitimar a política, descredibilizando os partidos e movimentos sociais, afastando de forma premeditada os jovens dos espaços de debate para a construção de um Brasil melhor.

Por 18 votos contra 8, os Deputados Estaduais de Alagoas derrubaram o veto do governador e aprovaram a “Lei da Mordaça”, intitulada de forma suave como Projeto de Lei Escola Livre. Este representa um grave retrocesso para a educação. A Lei da Mordaça nos remete ? época da Ditadura Militar, onde a liberdade de expressão era cerceada e não se podia discutir opiniões divergente ao regime no país.

Com o projeto aprovado, nenhum professor poderá discutir dentro da sala de aula temas no âmbitos político, ideológico e religioso, tirando dessa forma, a autonomia do professor em sala de aula, evitando a preparação de alunos críticos, contribuindo com a intolerância religiosa e deslegitimando a importância dos movimentos sociais na construção do Brasil.

Entendemos que com um discurso maquiado, o que os deputados estaduais de Alagoas querem são cidadãos analfabetos políticos, que não opinem sobre suas práticas coronelistas para que se mantenham no poder fazendo da CASA DO POVO (assembleia legislativa) seu quintal.

A UJS de Alagoas repudia essa Lei aprovada e garante que não aceitaremos quaisquer prática semelhante ao Regime Militar.

#NãoAleiDaMordaça!
#DitaduraNuncaMais!
#VaiTerLuta!

 

União da Juventude Socialista de Alagoas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *