PCdoB de Alagoas discute seu Projeto Eleitoral e faz transição na Presidência

PCdoB: Transformar o luto em luta, Marielle e Anderson, Presentes!
março 15, 2018
Luciano Siqueira: Semelhanças e diferenças 29 anos depois
março 18, 2018
Exibir tudo

A reunião do Comitê Estadual do PCdoB Alagoas, ocorrida no último sábado 17, ressaltou o importante momento vivido pela legenda no estado. Além da discussão de seu projeto político, a transição da presidência marcou a consolidação de um ciclo já iniciado.

O dirigente nacional Carlos Augusto (Patinhas) acompanhou a reunião e compôs a mesa. Em sua fala, analisou que o cenário está marcado pela instabilidade gerada pelo golpe, com diminuição dos direitos sociais e grave crise institucional. Para ele, o retrocesso histórico já começou a ser sentido e destacou a importância de fortalecer uma ampla unidade em torno de um projeto nacional de desenvolvimento para o país.

Segundo ele “é imprescindível a unidade para reconstruir o Brasil. O que está em jogo é o destino do país e do povo brasileiro”, apontando que a pré-candidatura à Presidência da Republica de Manuela D’ávila é um fato importantíssimo. No cenário atual de fragmentação, os comunistas se apresentam com uma candidatura que defende propostas sólidas e busca contribuir com o debate nacional, estimulando a unidade das forças progressistas em torno de um programa comum.

Frente à adversidade do cenário político, com as mudanças do processo eleitoral que já valerão esse ano, foi debatida a necessidade de o PCdoB construir projetos eleitorais ousados, “é importante ter um projeto eleitoral em 2018 que fortaleça o PCdoB. É urgente fazer o partido crescer”, disse o dirigente nacional.

Em Alagoas, a avaliação é de que o PCdoB vive um bom momento, com um importante crescimento do partido no último período. Os comunistas trabalham na formação de chapas de Deputado Estadual e Federal para apresentar à sociedade alagoana candidaturas de destaque, tendo dentre seus atuais quadros as pré-candidaturas de Claudia Petuba, Jairo Campos, Eduardo Vasconcelos e outras importantes lideranças políticas. A direção do partido reafirmou ainda o empenho do PCdoB em Alagoas para realizar nos próximos dias filiações democráticas de lideranças da sociedade.

A reunião foi também histórica, pois referendou a transição na presidência do partido. Claudia Petuba, com 29 anos passou a presidência para Lindinaldo Freitas (Naldo), de 28 anos. Esse processo foi deliberado na 19ª Conferência Estadual do PCdoB, realizada no final de 2017, que indicou para que a mudança ocorresse no início desse ano.

Com uma emocionante fala, Petuba deixou as lágrimas caírem ao encaminhar a transição fazendo referência às duas gerações anteriores à sua, que integram a direção e cujos ensinamentos marcaram sua passagem na condução do Partido. “Tenho muito orgulho de a minha geração ter sido educada por camaradas tão valorosos”.

Claudia Petuba recita poema “Mas quem é o Partido?” durante a reunião.

“Naldo foi meu presidente na União da Juventude Socialista – UJS, aprendi muito com ele e muito me honra que ele possa estar conduzindo o partido em Alagoas”, disse Claudia.

Lindinaldo Freitas é membro do PCdoB desde 2007, militou no movimento estudantil secundarista e universitário, foi diretor da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas – UBES, presidiu a UJS em Alagoas entre 2011 e 2014, foi presidente do PCdoB de Maceió entre 2014 e 2017 e ao longo de sua militância desempenhou diversas tarefas no Comitê Estadual do PCdoB.

Para ele, o processo de transição na presidência do partido mostra o amadurecimento da direção partidária. Naldo lembrou que essa mudança foi proposta pela então presidente, Claudia Petuba há mais de um ano, mas que o partido discutiu cuidadosamente durante todo esse período. “Claudia e eu temos praticamente a mesma formação política, as mesmas referências, foi muito importante fazer essa transição em um processo rico de debate”. Destacou também que “o conjunto da direção foi eleita na última conferência, nosso time já está escalado, agora é trabalhar coletivamente”.

Claudia Petuba, Lindinaldo Freitas (Naldo) e Carlos Augusto (Patinhas).

De acordo com o novo presidente, “estamos atravessando um momento muito delicado no Brasil e no mundo, isso exige maior protagonismo do partido”. Deste modo, defende que os comunistas tenham um projeto ousado em Alagoas: “precisamos estar com o povo nas ruas e com certeza teremos muitas lutas pela frente, ao mesmo tempo, o PCdoB possui lideranças reconhecidas pela sociedade, sem dúvida esse reconhecimento também ocorrerá nas urnas”.

Homenagem

Terezinha Almeida, Alba Correia, Maria Yvone e Claudia Petuba.

A transição na presidência do Partido foi marcada ainda com uma homenagem realizada pela direção partidária à Claudia Petuba por sua dedicação e desempenho na condução do PCdoB nos últimos anos.

Na ocasião, Claudia foi presenteada simbolicamente com um quadro estampando o poema “Mas quem é o Partido?” de Bertolt Brecht. Dirigentes históricas do PCdoB, como Alba Correia, Terezinha Almeida e Maria Yvone falaram em nome de toda militância partidária reconhecendo e parabenizando Claudia por sua trajetória e luta, elas entregaram um buquê de rosas vermelhas. Um momento lindo, comovente e sem dúvida, histórico.

Por Mariana Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *