Manuela d’Ávila: “A esquerda brasileira precisa construir diálogos”

Arthur Lira: É Hora de Construir a Unidade
maio 14, 2018
Nota do Secretariado do PCdoB: Vitória retumbante do povo venezuelano
maio 21, 2018
Exibir tudo

Ao conceder entrevista nesta segunda-feira (14) para a Rádio Guaíba, a pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, Manuela d’Ávila defendeu que a esquerda brasileira precisa construir um amplo diálogo e ressaltou que tem boas relações com todos os pré-candidatos deste campo. Em sua visão, a esquerda tem todas as condições de ganhar mais uma vez a eleição.

No bate-papo, Manuela frisou que o PCdoB sempre buscou a unidade da esquerda, e, com esse objetivo, junto com o PT, PDT e Psol lançaram o manifesto “Unidade para Reconstruir o Brasil”, com um programa mínimo para o desenvolvimento nacional.

Segundo a pré-candidata do PCdoB, a política do Brasil é marcada por um confronto exagerado. “Acho infantil. Por exemplo, na semana passada tive uma conversa extraordinária com Ciro Gomes (PDT), ele é meu amigo, me apoiou duas vezes para prefeita. Eu não preciso desconstruí-lo, para me construir. Ciro é um homem do meu campo político”.

“Sou muito amiga do Ciro, respeito e tenho uma admiração por ele. Acho um homem comprometido com o nosso campo. Hoje, seremos oponentes na eleição, de forma respeitosa, mas seremos oponentes”, ressaltou.

Prisão política do ex-presidente Lula

Manuela ressaltou que Lula é um preso político na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Ela explicou que parte da sociedade tem uma incapacidade de compreensão sobre as razões pelas quais o PCdoB defende que Lula tem o direito de ser candidato.

“Gostaria que os candidatos que razoavelmente defendem os avanços democráticos que o Brasil construiu pós 1988 na Constituição, percebessem que a prisão de Lula, que as compreensões ou interpretações sobre a Constituição Federal, são uma ameaça a condição democrática do Brasil”.

Na visão de Manuela, parte dos pré-candidatos à Presidência da República tem receio de disputar com o ex-presidente Lula porque ele é o primeiro colocado nas pesquisas.

A pré-candidata destacou ainda a forte desigualdade econômica, de gênero e racial que existe no Brasil. Manuela comentou também sobre sua campanha feita através das redes sociais. Recentemente, uma pesquisa colocou o perfil da Manuela no Twitter como o de maior influência entre os pré-candidatos.

Fonte: Portal PCdoB  Foto: reprodução Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *