Somando forças: Congresso Extraordinário fortalece o PCdoB em Alagoas

Lindinaldo Freitas: Ideologia (dos outros) faz mal
janeiro 25, 2019
PCdoB Alagoas realiza Conferência Estadual Extraordinária e se fortalece para o próximo período
fevereiro 28, 2019
Exibir tudo

Em março, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) realizará o Segundo Congresso Extraordinário em razão da incorporação do Partido Pátria Livre (PPL) à legenda, um movimento que soma forças para responder ao quadro político do país.

Em Alagoas, já foi realizada a Conferência Municipal de Maceió e as cidades de Rio Largo, Arapiraca e Delmiro Gouveia realizarão suas conferências até o dia 23 de fevereiro.

A Conferência Estadual Extraordinária foi antecipada pela Comissão Política Estadual para o dia 26, terça-feira, às 18h no auditório da Associação dos Docentes da Ufal (Adufal).

O presidente estadual do PCdoB, Lindinaldo Freitas, avalia que o processo do congresso extraordinário tem sido importante para o partido, pois “o país enfrenta um momento muito difícil; o governo Bolsonaro presenta uma agenda contra os interesses do povo. Nesse momento o PCdoB precisa extrair lições e se posicionar na linha de frente na defesa dos direitos dos trabalhadores e do país”.

Conferência de Maceió fortalece a direção municipal

Primeiro a realizar a Conferência Municipal, o PCdoB de Maceió realizou um processo com debates em organizações de base e incorporou novos membros na sua direção.

Com o desafio de construir um projeto político para a capital alagoana, foram incorporados no diretório municipal o servidor público do Detran José Williams, os líderes comunitários Robinho das Grotas e Nedson Pessoa, o ex-árbitro de futebol Charles Hebert, o agente penitenciário Petrônio Lima, a advogada Maria Lucyelma e o publicitário Aldo Jofre.

O presidente municipal, Hugo Cavalcante, propôs ainda que o oficial de justiça Cícero Filho assumisse a vice-presidência e que a Secretaria de Organização fosse conduzida por Charles Hebert, recompondo assim a executiva da direção.

Mariana Moura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *