Conselho de Juventude é empossado depois de anos de atraso
fevereiro 20, 2017
Mudança no Conselho Municipal de Juventude de Arapiraca
fevereiro 20, 2017

Mestres declarados como Patrimônio Vivo pelo Estado de Alagoas continuam injuriados com o Governo do Estado e Secretaria de Cultura. Tudo porque o pagamento da Bolsa a que estes mestre tem direito, no valor de R$ 1.080,00 (hum mil e oitenta reais), instituída por uma lei estadual está sempre sendo paga com atraso médio de pelo menos três meses. No dia 03/07? foi pago o mês de abril, ou seja, continuam em aberto os meses de maio e junho.

Segundo a Secretaria de Estado da Cultura, a culpa pela demora é da Secretaria da Fazenda, que é quem não repassa os recursos para que a SECULT faça os depósitos aos mestres.

Mas se o Registro do Patrimônio Vivo (RPV) foi criado por uma lei, porque que a Fazenda Estadual não a respeita? Isso pode? Se é lei não deveria ser cumprida? Se a bolsa foi criada para ajudar a manter a cultura alagoana viva por gerações, como um órgão estadual pode descumprir a lei, constantemente?

Os mestres já falam em ir ao Ministério Público fazer uma denúncia formal contra o governo estadual.

Segundo André Joaquim, mais conhecido por Mestre André, do Guerreiro Mensageiros Padre Cícero, guerreiro que antes era liderado pelo saudoso Mestre Venâncio: “Se eles não podem cumprir com esse pagamento, porque criam isso? É uma falta de respeito com a gente que faz cultura em Alagoas”.

A opinião de Mestre André é semelhante a de Mestre Juvenal Leonardo, do Guerreiro Vencedor Alagoano: “Com esses atrasos fica parecendo que estamos pedindo esmola… Não fomos escolhidos para receber (a bolsa do RPV), por que que não nos pagam? Tenho 80 anos e não tenho idade pra passar esse tipo de vergonha, não..”

Muitos mestres se dizem se sentir desrespeitados e desestimulados. Chau do Pife, um dos mais recentes mestres declarados Patrimônio Vivo de Alagoas (em 2012), diz: “A gente ter direito e ficar todo mês olhando na conta se o dinheiro entrou ou não, é muito humilhante. Dá até vontade de desistir desse pagamento.. mas como esse povo só vai ficar lá (na Fazenda e na Cultura) até o fim do ano, a gente fica com esperança que quem chegar, faça diferente e nos respeite”, declarou indignado um dos maiores instrumentistas do Brasil.

O que é o Registro do Patrimônio Vivo?

É considerado Patrimônio Vivo (Lei Estadual n.6513/04, alterada pela LEI Nº 7.172, DE 30 DE JUNHO DE 2010) a pessoa que detenha os conhecimentos e técnicas necessárias para a preservação dos aspectos da cultura tradicional ou popular de uma comunidade, estabelecida em Alagoas há mais de 20 anos, repassando ? s novas gerações os saberes relacionados a danças e folguedos, literatura oral e/ou escrita, gastronomia, música, teatro, artesanato, dentre outras práticas da cultura popular que vivenciam.

Os candidatos devem ter as seguintes características: pessoa que detenha conhecimentos ou as técnicas necessárias para a produção e para a preservação de aspectos da cultura tradicional ou popular de uma comunidade estabelecida no Estado de Alagoas, nas áreas de Danças e Folguedos da Cultura Popular, Literatura Oral e/ou Escrita, Gastronomia, Música, Artes Cênicas, Artesanato, entre outras.

Fonte:? http://www.balaiodefatos.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *